quinta-feira, junho 26, 2008

Ode ao Gerês

Na fértil imaginação com que te sinto,
Vejo-te princesa, ó Gerês!
Olha para mim!
Sou teu amante, teu escravo...
Rendido que estou,
aos teus pés!

5 Comments:

Anonymous Joana F. said...

Isto é que é amor!
Será que o Gerês sabe?

6:01 da tarde  
Blogger Jo said...

Oh Joana!

Uma vez que não tens blog, respondo ao teu comentártio, que agradeço, assim...
"Sabe o Gerês através de quem me acompanha."

1:05 da tarde  
Blogger Madalena said...

Oh! que maravilhosa foto do Gerês.
Só lá fui uma vez, mas fiquei apaixonada.

Quando puder, apareça lá pelo meu Blog.

Obrigada.
Abracinho,

12:33 da tarde  
Blogger A Sonhadora said...

Passando para desejar um bfds.
abraço

1:20 da manhã  
Blogger Andre Moa said...

Gostou da história da minha boina, está visto. Sabe, amigo JO: São as tais "Recordações de um baú" que o seu blogue tanto enaltece.
Um abraço.
André Moa

5:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home